terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Cura

Não preciso que me digam o que fazer, até porque dizer é extremamente fácil, apontar os erros e denunciar as mentiras da vida alheia. Aceito conselhos sim, a partir do momento que eles são simples conselhos e não sermões e lições de vida de alguém que já passou por péssimas situações e acha que seu aprendizado irá se aplicar a todas as outras.
Cada caso é um caso único, não se generaliza, não se cura com o mesmo antídoto. O meu eu ainda não descobri, ou talvez seje o próprio veneno, que ainda persiste em abrir a ferida mas que com certeza pode ironicamente fecha-la.
Amor.

2 comentários:

  1. o tempo irá dizer tudo isso. O tempo irá fechar e cicatrizar o restante.

    ResponderExcluir